Geral
COLAR X GOLA DA BLUSA: REGRINHAS DE OURO

Tanto em harmonia de linhas e ângulos, quanto de comprimento, é preciso haver um certo equilíbrio na escolha para não ficar exagerada sobre a gola da blusa. Diferentes tipos de decotes se adaptam melhor com certos estilos de colar. Ou melhor, determinados colares não combinam ou tendem a disputar atenção e sobrecarregar o desenho do corte de um decote. Por isso, existem algumas dicas na hora de fazer a opção pela bijuteria, levando em consideração o seu modelo de roupa.

Veja pelo decote, qual o melhor modelo de colar:

Golas altas - combinam melhor com colares mais longos.

Decote redondo normal - se adapta melhor com colares curtos, estilo gargantilha ou coleira.

Decote redondo cavado, estilo colher - preencha o espaço com múltiplos comprimentos de contas ou colares curtos com pingentes de maior escala ou volume.

Tomara-que-caia - fica muito bem com gargantilhas ou pingentes curtos, que deixam seu colo nu.

Decote quadrado - procure por pingentes com algum acabamento angular para harmonizar com o decote angular.

Decote assimétrico - busque por colares que não são simétricos, como uma sequência de diferentes esferas de tamanhos e formas podem funcionar, em decotes com os ombros de fora.

Frente única - os modelos que criam um V no decote devem harmonizar com um pingente estreito de extremidade mais afiada.

Decote V - use, de preferência, com um colar que corresponda à forma do V, dependendo se é mais largo ou mais estreito o vértice do decote.

Camisa de colarinho (com botão) - não há muito espaço para qualquer coisa muito grande, por isso, um modelo de gargantilha funciona se você tiver um pescoço longo, senão use com um pingente mais estreito que fique acima do último botão aberto

Decote canoa - uma longa sequência, de duas ou mais voltas de contas, é ideal para este decote.

Decote coração - um colar curvo e que tenha largura vai equilibrar a abertura deste decote.

 

 

Inside Out Style