Geral
Liberte-se de padrões e seja eclético (a)

De vez em quando me bate umas inspirações e até escrevo umas mensaginhas bonitas e recebo feedback de leitores falando que aquelas palavras fizeram a diferença no seu dia. E, considerando esse ponto positivo, decidi que de vez em quando quero abordar assuntos do cotidiano para produzir artigos. Mas, calma lá, serão apenas mensagens positivas e não sou nenhuma aspirante a coach viu..rss..

Hoje o assunto é libertar-se dos padrões impostos pela sociedade e ser você mesmo! Uau... Deus te fez único; com qualidades e defeitos como qualquer outro ser humano. Vivemos numa era em que muitos são obcecados pelo corpo perfeito, roupa da moda, maquiagem deslumbrante com produtos de qualidade, celular moderno... e tudo isso para talvez manter um status de bacana. Não sejamos hipócritas; gostamos das coisas boas sim, mas, isso não significa que temos que nos render a estar sempre de acordo com o que a sociedade prega. Cada um sabe seus limites e tem uma personalidade característica própria.

Primeiramente que roupa ou luxuosidade não definem caráter de ninguém! Eu, por exemplo, não tenho dificuldade alguma em usar roupa de grife ou do brechó (amo brechó). Para mim, a prioridade é manter a essência e me sentir bem com o que posso possuir, seja algo simples ou sofisticado. Isso não é vergonhoso e nem é feio! Feio é você querer ser o que não é para alimentar ou inflar o ego.

Às vezes tem pessoas que são tão ricas que a única coisa que tem é dinheiro. Já vi pessoas ricas infelizes e carentes de amizade, de felicidade e das coisas simples que o dinheiro não compra.

Humildade, simplicidade, conhecimento e sabedoria são incomparáveis, ou você tem ou não tem.

Trabalhamos arduamente para manter conforto e bem estar, no entanto, isso não significa que quando temos condições de ter algo de custo elevado, temos o direito de ser prepotente e arrogante.

Perceberam como ficamos felizes com um banho de piscina ou mar? E para isso não precisamos de vestimenta moderna e maquiagem.

Há tantas pessoas lindas por fora mas monstruosas por dentro, sem nenhum pingo de amor ao próximo, solidariedade ou compaixão. Beleza é algo relativo, então, sejamos lindos pela nossa essência e atitudes que façam a diferença na nossa vida, e sejamos luz na vida das pessoas de nosso convívio.

Felicidade nem sempre é TER,

é SER!