Mídias Sociais
DICAS PARA CONSTRUIR UM BRIEFING DO ZERO

 O briefing é um dos pontos cruciais para o bom desempenho do marketing ou de determinada ação publicitária de uma empresa. No entanto, este também serve como apoio na construção de um projeto qualquer que demanda direcionamento e sequencia de ações.

Pra ficar mais clara a compreensão, trata-se da elaboração de um ´documento´ que vai detalhar uma série de ações com suas respectivas vantagens para seu negócio. Ele é a base de um processo de planejamento.

Quem trabalha com criação de conteúdo, divulgação de negócios e empresas na internet também precisa destas informações para conseguir atender às expectativas do contratante.

As agências de marketing costumam elaborar um briefing que reúna informações da empresa/cliente e fazem uma sincronização destas com as metas estabelecidas pela agência. Mas, nada impede que nós que vamos criar conteúdos ou ações autonomamente, possam criar um briefing seguindo as recomendações básicas.

Vou elencar algumas das que uso que servem como base

  1. HISTÓRIA:É muito importante que você enquanto colaborador da empresa parceira (cliente ou contratante) saiba da história da mesma, pois isso lhe abrirá horizontes para criar peças e divulgações em cima destes dados. E isso refletirá positivamente, pois o consumidor (físico ou virtual) sente confiança ao saber que aquele produto ou serviço que ele está adquirindo, não surgiu do nada; ele carrega por trás um conceito histórico.
  2. OBJETIVO DO PROJETO: Capte do seu cliente o que ele deseja obter de resultados com este trabalho (prestação de serviço ou parceria). Esses objetivos devem ser elencados de acordo com a ordem de prioridades a serem conquistadas.
  3. DIRECIONAMENTOS: É extremamente importante saber quais os direcionamentos podem ou devem ser tomados. É um norte para que você saiba o que pode ou não fazer pela empresa. Defina se vão fazer sorteios, ações externas, ações internas, etc
  4. PÚBLICO-ALVO OU PERSONA: É imprescindível saber qual é o público-alvo do negócio. É a partir desta informação que você vai criar legendas direcionadas e conteúdos certeiros. Em mídias sociais uma das estratégias que podemos aplicar é realizar impulsionamento de publicações com direcionamentos distintos, pois assim vamos identificar quem são e de onde são. Porém, é importante ressaltar que neste quesito não podemos permanecer na zona de conforto. Por isso, Conheça bem os consumidores em todos os sentidos. Algumas perguntas cruciais também devem ser feitas em relação aos consumidores: Quem são?; Qual a faixa etária?; Qual o lugar de compra do meu produto?; Qual a probabilidade de eles gostarem do produto final? E qual a probabilidade de eles não gostarem?; etc.
  1. CONCORRÊNCIA:É preciso listar quem são seus concorrentes diretos e indiretos e fazer uma análise dos pontos fracos e pontos fortes. Não se trata de copiar o coleguinha, mas, usar essas informações a favor do negócio, ou seja, não quero cometer as mesmas falhas que ele ou posso pegar alguma ideia positiva e adaptar a meu modo.
  2. BUDGET OU ORÇAMENTO: Quanto pretende ou pode investir na mídia/marketing mensal da sua empresa?
  • Impulsionamento Facebook: _________________________
  • Impulsionamento Instagram : _______________________
  • Ensaio Fotográfico: ______________________________
  • Produção de vídeo institucional : _____________________
  1. PRAZO:Prazo é o que orienta e move o andamento do projeto. Coloque a deadline final e todos os outros prazos das atividades. Por exemplo, se você vai lançar uma promoção de determinado produto; precisa ter data para iniciar e terminar.
  2. INFORMAÇÕES ADICIONAIS: são todas aquelas informações que o cliente não julga ser tão importante, mas que ainda assim devem ser levadas em consideração.

Quando você propõe a se reunir com o cliente para criar o briefing que vai nortear sua prestação de serviço à empresa ou serviço dele, isso mostra o quão organizado você é e o quanto está disposto a trabalhar na evolução da visibilidade do mesmo.